domingo, 19 de outubro de 2008

Precisamos sofrer tanto?

Que falta faz um técnico! A derrota para a Portuguesa escancara mais uma vez as limitações de Celso Roth. Um time enroscado em si mesmo, sem objetividades, sem criação.
Impressionante como o time não sabe jogar sem Tcheco. Souza e Orteman ainda estão devendo uma boa apresentação. Enquanto isso, ficamos assistindo um festival de bolas rifadas, uma pressa desajeitada.
Francamente, nosso plantel não é desprezível. Pode não ser uma seleção, mas está muito bom para o nível do campeonato. Mas porque não joga? Resposta básica: falta um treinador, alguém que conheça futebol, que tenha repertório tático e estratégico, que saiba mexer no time.
Vamos ser campeões, sim. Mas precisamos sofrer tanto?

Um comentário:

Ana disse...

E eu que pensei que após aquela paralisia ridícula que nos fez cair de quatro em pleno Beira-Rio, o Roth pegaria a mala, a cuia e sua mediocridade e partiria para outras plagas... Barbaridade!! Sem técnico, não dá... Milagres não acontecem em todas as rodadas...Parabéns pelo blog, Gastão. Vou ser assídua. Beijão. Ana Ribas/Joinville