segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Tá feia a coisa!

Dizem que camisa ganha jogo. No caso do Grêmio, é a camisa adversária que faz jogar. Contra clubes grandes o Tricolor se mostra aguerrido, voluntarioso, brigador. Já diante de outros, de menos expressão no futebol nacional, a equipe se mostra apática, como ontem quando perdeu para o Barueri e fechou o primeiro turno do campeonato sem qualquer vitória fora de casa.

Não dormi durante a partida porque o amendoim e a cerveja não deixaram. Sobrou chutão pra cima (mais uma vez) e faltaram finalizações. Espero não ler ou ouvir que o Tcheco ainda serve para o Grêmio. Com um futebol ridículo, há meses vem deixando a desejar. Ontem, aos 47 minutos do segundo tempo, por causa de um puxão na camisa do adversário, levou o terceiro amarelo. O inteligente capitão não joga contra o Flamengo. Não joga também Souza, pelo mesmo motivo de suspensão.

Sem laterais, sem um bom atacante para fazer dupla com Maxi e sem um bom meia a Sulamericana é bem mais real que a Libertadores no calendário do clube em 2010.

Um comentário:

Grazi disse...

Diego respeito a sua opinião ... mas discordo dela... acho que o Tcheco é um dos poucos jogadores que realmente dão a alma pelo time.. Acho muito justo ele ser o capitão do time...e o vejo como um grande jogador... Acho que deve sim permanecer no Grêmio , não consigo ver o Grêmio sem o Theco...
ultimamente ele fez algumas declarsções que a mídia fez maior polêmica sobre em cima.. Agora como torcedora e amante do Grêmio , concordo com o que o theco disse... o GRÊMIO tem que ter mais raça quando joga fora de casa, tem que ser mais aguerrido mesmoo.. agora o que ele disse sobre isso é alguma mentira??? não foi pra agredir ninguém do time e tambem o Tcheco como capitão do time fez bem em pedir isso... Afinal se o Grêmio quiser ganhar algum campeonato tem quer com esforço e garra...